Customização!

Em tempos de produção massiva e fast fashion, ter algo para chamar “só de meu” virou motivo sentimental para os consumidores. Viver nessa roda viva que é a moda parece estar causando náuseas em fashionistas antenados. E quem vem cooperando para a diferenciação da moda e instigando os criativos é ela, a tão conhecida – e cada vez mais praticada – customização. A técnica, que é baseada no reaproveitamento de roupas, tecidos, sapatos, adereços e outros, para a criação ou reformulação de uma peça com caráter pessoal, tem ampliado sua participação, oferecendo ao cliente um produto exclusivo e com personalidade ímpar.

O estilista Walter Rodrigues, apoiador da filosofia do “faça você mesmo”, afirma que a indústria ruma, cada vez mais, para o caminho da individualidade. “Estamos muito iguais”, pontua. A sentença, que vem como um soco no estômago, também traz um alento: “mas isso está mudando”. O espírito do tempo, segundo o estilista, persegue a legião da moda. “A cada estação, temos lançamentos e novidades produzidos para uma população mundial, e o que é produzido apenas para nós, com o rótulo único?” questiona. De acordo com ele, a prática da customização vem de uma relação de cultura da sociedade. “É um costume. Eu tenho esse costume”, revela Rodrigues, reforçando que “é aí que o antigo se renova, ganhando caráter único e identidade que leva nome próprio”.

Nas passarelas, a ideia de customização, que também carrega consigo a prática sustentável, tem ganhado ênfase através da bandeira ecofashion, politicamente correta aos olhos da sociedade. Alexandre Herchcovitch é um dos embaixadores do reaproveitamento de materiais. O estilista costuma reutilizar os tecidos usados em suas coleções passadas para criar novas peças. O mesmo faz Isabela Capetto, que recicla roupas antigas dando a elas um novo visual.



a customização não se limita unicamente ao reaproveitamento de peças antigas. A técnica pode partir do novo. A adaptação desse lifestyle tem conquistado marcas que buscam oferecer a tão sonhada individualidade aos seus clientes. Produtora dos calçados de plástico mais conhecidos do Brasil – talvez do mundo –, a Melissa já desenvolveu ações nas quais o cliente escolhia um par de sandálias, podendo dar uma repaginada no produto, aplicando brilhos e outros acessórios.

A brasileiríssima Havaianas, do grupo Alpargatas, também é adepta da tendência. A marca oferece ao cliente a possibilidade de customização através do Espaço Havaianas, na capital paulista. Situado na rua Oscar Freire, nos Jardins, o local reserva uma área em seu interior com dezenas de tiras e solados de cores variadas para aqueles que desejam criar um modelo exclusivo da sandália. Em 2011, a marca iniciou uma série de eventos intitulado “Make Your Own Havaianas – Invente sua Própria Havaianas”, em concorridas lojas de departamento, como a espanhola El Corte Inglés, a inglesa Selfridges e a francesa Galeries Lafayette. A ação, que oferece tiras, pingentes e adereços para a customização das sandálias, é realizada esporadicamente até hoje.



Fonte: FashionMag/ Use Fashion


O programa Eliana tem um quadro que dá várias dicas de customização, Confira uma delas!!!








Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s