Customização!

Em tempos de produção massiva e fast fashion, ter algo para chamar “só de meu” virou motivo sentimental para os consumidores. Viver nessa roda viva que é a moda parece estar causando náuseas em fashionistas antenados. E quem vem cooperando para a diferenciação da moda e instigando os criativos é ela, a tão conhecida – e cada vez mais praticada – customização. A técnica, que é baseada no reaproveitamento de roupas, tecidos, sapatos, adereços e outros, para a criação ou reformulação de uma peça com caráter pessoal, tem ampliado sua participação, oferecendo ao cliente um produto exclusivo e com personalidade ímpar.

O estilista Walter Rodrigues, apoiador da filosofia do “faça você mesmo”, afirma que a indústria ruma, cada vez mais, para o caminho da individualidade. “Estamos muito iguais”, pontua. A sentença, que vem como um soco no estômago, também traz um alento: “mas isso está mudando”. O espírito do tempo, segundo o estilista, persegue a legião da moda. “A cada estação, temos lançamentos e novidades produzidos para uma população mundial, e o que é produzido apenas para nós, com o rótulo único?” questiona. De acordo com ele, a prática da customização vem de uma relação de cultura da sociedade. “É um costume. Eu tenho esse costume”, revela Rodrigues, reforçando que “é aí que o antigo se renova, ganhando caráter único e identidade que leva nome próprio”.

Nas passarelas, a ideia de customização, que também carrega consigo a prática sustentável, tem ganhado ênfase através da bandeira ecofashion, politicamente correta aos olhos da sociedade. Alexandre Herchcovitch é um dos embaixadores do reaproveitamento de materiais. O estilista costuma reutilizar os tecidos usados em suas coleções passadas para criar novas peças. O mesmo faz Isabela Capetto, que recicla roupas antigas dando a elas um novo visual.



a customização não se limita unicamente ao reaproveitamento de peças antigas. A técnica pode partir do novo. A adaptação desse lifestyle tem conquistado marcas que buscam oferecer a tão sonhada individualidade aos seus clientes. Produtora dos calçados de plástico mais conhecidos do Brasil – talvez do mundo –, a Melissa já desenvolveu ações nas quais o cliente escolhia um par de sandálias, podendo dar uma repaginada no produto, aplicando brilhos e outros acessórios.

A brasileiríssima Havaianas, do grupo Alpargatas, também é adepta da tendência. A marca oferece ao cliente a possibilidade de customização através do Espaço Havaianas, na capital paulista. Situado na rua Oscar Freire, nos Jardins, o local reserva uma área em seu interior com dezenas de tiras e solados de cores variadas para aqueles que desejam criar um modelo exclusivo da sandália. Em 2011, a marca iniciou uma série de eventos intitulado “Make Your Own Havaianas – Invente sua Própria Havaianas”, em concorridas lojas de departamento, como a espanhola El Corte Inglés, a inglesa Selfridges e a francesa Galeries Lafayette. A ação, que oferece tiras, pingentes e adereços para a customização das sandálias, é realizada esporadicamente até hoje.



Fonte: FashionMag/ Use Fashion


O programa Eliana tem um quadro que dá várias dicas de customização, Confira uma delas!!!








Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s